terça-feira, 6 de março de 2012

Faltam-me asas!

ter asas

Descobri. Sou imperfeita. Faltam-me asas!

O que me sobra em voz para falar em demasia, falta-me em pernas, para dar a volta ao mundo…

Ainda teimo e sonho. E procuro, loucamente, realizá-los com certa pressa. Trabalho duro e cada dia mais. Não sofro com o final de domingo.

Mas eu queria mesmo é ter asas. Voos baixos e seguros, mas contínuos e frequentes. Voar perto do chão. Solta! Não como um pássaro, mas como uma mulher livre, que faz o que quer e vai a onde quer.

Do pássaro queria o ninho. Um canto seu, para viver com seus filhotes até que cresçam. Um amontoado de lãs e fios emaranhados confortavelmente, sem o rigor de organização simétrica: meu lar!

Queria janela sem grades! Portas sem chaves! Água morna. Toalhas limpas. Queria que legumes fossem saborosos, que doces e bolos não engordassem, que a vida fosse como a gente escolhesse ser…

Mas eu queria mesmo era ter asas!

E voaria sobre o mar e sobre as matas, e sobre as estradas e sobre o chão, sobre os vales e sobre as colinas…

E encontraria as pedras preciosas de Minas, os acarajés do Senhor do Bonfim, os arrecifes de Boa Viagem, a Lagoa dos Patos e os Patos de Minas… Voaria pelas terras do Brasil!

Mas pousaria nas areias de Copacabana e de lá, talvez, não levantasse mais voo… Esse Rio que me seduz…

Deus não deu asas à cobra. Ainda bem. Nem a mim.

com asas

6 comentários:

  1. Penso que este seja um desejo que trazemos da infância, o de voar. Eu já tive sonhos de que estava voando e, acredito, esta fosse a maior liberdade que poderíamos ter.
    Somente não compreendi o desfecho, do porquê Deus não deu asas a cobra e nem a você...

    http://escritoslisergicos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É esse o verdadeiro mistério: por que Deus não deu asas as cobras e nem a mim??? Talvez fizéssemos estragos... Melhor acabar a história por aí!...

      Um abraço e apareça sempre.

      Excluir
  2. Pois nunca tinha refletido sobre "ter asas", mas, já cheguei a conclusão que as "algemas" que a vida nos oferece são "postas" por nós mesmas e nos livrando de muitas a sensação é essa mesmo.... liberdade!!! Metaforicamente encontro as minhas "asas" nos livros, na leitura (como uma boa professoara nada melhor, né?) e meus sonhos... compartilho com muitos, pois, acredito que todo mundo vibrando positivamente junto com você, o universo dá uma ajudinha especial.... comprovei isso a pouco e as palavras de conforto e incentivo de muitos queridos com certeza foi a alavanca para a "luz no fim do túnel" lembra??? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livros dão asas, com certeza! Amigos também. Mas ainda procuro outras asas... Como diria Clarice Lispector: "Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome." Vivo uma crise. Já, já passa. Beijo e obrigada pela constante presença por aqui.

      Excluir
  3. Olá!Bom dia!

    Belo texto! Mais um!
    Olha!Penso que não basta ter asas, e sim... ser livre para voar!
    Boa quarta!Muita paz e luz!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  4. Geizibeu Kerkovsky7 de março de 2012 04:51

    Oi Denise que sonho maravilhoso: voar. Nossa acho até impossivel um ser humano nao o ter. Eu mesma já desejei demais adquirir asas e poder voar, principalmente nas horas mais dificeis da vida...

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade única dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião do blog.