terça-feira, 24 de maio de 2011

“Dio, come ti amo.”

Dou minha mão à palmatória. Faltou este clássico na lista do post “Hi-Fi”. Acontece que me referi as músicas do início dos anos setenta e “Dio, come ti amo” é anterior: 1966! Mas não tem importância. Polêmicas à parte, esta canção pertence à trilha musical de um lindo filme, que também fez parte da trilha musical da vida de muita gente, inclusive da minha! Vamos recordá-la, dentro da cena original do filme.

Antes de estourar neste filme, Gigliola Cinquetti já tinha feito muito sucesso dois anos antes, em 1964, com a música “Non ho l’età”. Para quem curte uma viagem no túnel do tempo, é só vir comigo!

“A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar.” (Rubem Alves)

(Dedicado para Ubiratã, que era fã de Gigliola Cinquetti)

Um comentário:

Os comentários são de responsabilidade única dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião do blog.