segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Feliz 2019!

2019(Imagem: Reprodução)

Renove as forças e as esperanças. Tome fôlego. Não faz mal seguir uma ou outra superstição na tentativa de garantir uma boa virada… Mal não faz.

Reze. Atraia boas energias. Cerque-se de amigos e de alegria. Pé direito. Olhos no horizonte. Mas, principalmente, foco na mudança interior. Porque não adianta nada mudar o ano e a gente persistir nas mesmas atitudes…

Deixe para trás o que pesa, o que atrapalha, o que desafina, o que desatina, o que incomoda, o que cansa, o que faz mal… Banho de sal grosso ou de sabonete mesmo. Limpeza na alma!

Vamos que vamos porque faltam poucas horas para o Reveillón! Apenas um único plano: mudar para melhor.

Boa sorte. Felicidades. Força e garra. E muito axé!

FELIZ 2019!!!


segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Você também pode ser Natal!

christmas(Imagem: Reprodução)

Mensagem Natalina do
Papa Francisco*

“O Natal costuma ser uma festa ruidosa, há muito barulho, nos faria muito bem um pouco mais de silêncio, para ouvirmos a voz do Amor.

Natal é você, quando decide nascer de novo, cada dia, deixando que Deus penetre seu interior.

O pinheiro do Natal é você, quando resiste fortemente aos ventos e dificuldades da vida.

Os enfeites de Natal são você, quando suas virtudes são cores que enfeitam a vida.

O sino do Natal é você, quando chama, une, reúne, congrega pessoas.

A luz do Natal é você, quando ilumina com sua vida, o caminho dos outros através da bondade, paciência, alegria, generosidade.

Os anjos do Natal são você, quando canta ao mundo uma mensagem de paz, de justiça e de amor.

A estrela do Natal é você, quando conduz alguém ao encontro do Senhor.

Você também é os reis magos, quando dá o melhor que tem aos necessitados.

A música do Natal é você, quando consegue encontrar harmonia interior.

O presente do Natal é você, quando é verdadeiramente amigo e irmão de todo ser humano.

O cartão de Natal é você, quando a bondade está escrita em suas mãos.

A felicidade do Natal é você, quando perdoa e restabelece  a  paz mesmo que ainda esteja sofrendo.

O presépio do Natal é você, quando sacia de pão e de esperança o pobre que está ao seu lado.

Você é sim a noite de Natal, quando humilde e consciente recebe, no silêncio da noite  o Salvador do mundo sem barulho nem celebrações, você é sorriso de confiança e ternura na paz de um Natal perene, que estabelece o reino em você.

Um feliz Natal para todos que se parecem com o Natal!

Eu quero ser Natal, e você?

(*Publicado em http://meninojesuscampinas.org, em 22/12/2015)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Uma questão de tempo

calendário(Imagem: Reprodução)

Assustei: hoje já é dia dez de dezembro! De repente a gente para e repara o calendário. Arrepia! O tempo realmente voa! Quando viu, chegou dezembro. Quase meio do mês.

Dá uma sensação que não vivemos o suficiente… Que não aproveitamos a vida como deveríamos. Que trabalhamos demais. Que descansamos de menos. Que não fizemos dieta. Nem atividade física. Nem visitamos os parentes. Nem encontramos os amigos… Não sobrou tempo! Ele passou rápido demais…

Excesso de trabalho? (Não reclamemos. Tem gente que procura por ele e não encontra. Melhor assim.) Excesso de responsabilidades, afazeres, compromissos? Ou será que falta planejamento para distribuir melhor nosso tempo e aproveitá-lo mais?

Tempo para lazer deveria ser obrigatório. E para cuidar da saúde. Para olhar o outro. Para ouvi-lo. Estender a mão. Se não temos tempo para nós, como teremos para o próximo? Às vezes, nem o temos para os mais próximos… Filhos que sentem falta dos pais. E pais que mal veem seus filhos. Vida louca!

E de repente já é dezembro. Quase no meio do mês… E a gente tem mesmo que assustar.

Natal já está ali na esquina. Época boa, mas cheia de exigências e compromissos. Leva o que nos restou do tempo.

Ah! Então já sei o que pedir ao Papai Noel, neste ano: um dia inteiro sem ter que fazer nada! De papo pro ar. Sombra e água fresca. Uma boa massagem, talvez. É pedir demais?

Vou torcer para que o Bom Velhinho tenha algum tempo para mim e realize meu pedido. Quem sabe…

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Por um texto bem escrito

boa escrita(Imagem: Reprodução)

Você escreve bem? Ou, pelo menos, o suficiente para expressar-se com segurança e sem ficar constrangido? Se a sua resposta for não, está na hora de tomar alguma atitude. Comunicar-se, por escrito, é importante e necessário.

Não é piegas conhecer a Língua e usá-la adequadamente. Pesquisas indicam que temos lido muito e escrito muito também. A tecnologia, ao nosso alcance, gerou essa necessidade, através do apelo ao nosso interesse e participação. Queremos (e estamos) nas redes sociais, logo lemos e escrevemos. Interagimos pela leitura e escrita.

Porém não basta que usemos a linguagem simplificada, codificada, própria para esse meio eletrônico. Precisamos preservar a nossa língua materna nas suas regras fundamentais. Ainda que nos custe mais tempo e dedicação, escrever bem é uma arte ao alcance de todos. A prática que leva à perfeição.

Sei que existem algumas regras rebuscadas e, até, complexas para compreensão e utilização no uso cotidiano. Perdoo. Mas existem outras, bem básicas, que não podem ser deixadas para trás. Regras ortográficas, por exemplo. É com x ou ch? Não sabe? Consulte o dicionário. E não precisa ser físico; pode ser online.

Trás, atrás, traz: qual jeito correto para escrever nessa frase? Dentista é substantivo comum utilizado na mesma forma para os dois gêneros? Qual é a regra dos por quês? Ou seria dos porquês? Existe palavra na língua portuguesa que termina com n? O livro está sobre a mesa ou sob a mesa? A gente nunca para de ter dúvidas… Ou seria: nós nunca paramos de ter dúvidas? Ou as duas formas estão corretas?

Nossa língua é cheia de regras. Mas, melhor do que decorar uma Gramática, ler bons livros faz mais efeito! Ler muito. Ouvir textos bem escritos lidos por bons locutores. E escrever. Do mesmo modo que aprendemos a andar, nos aventurando nos primeiros passos, assim se dá a escrita. A boa escrita. Comece do jeito que der e vá aprimorando-se.

Especialmente para quem está querendo entrar no mercado de trabalho, uma boa redação é fundamental. É sem dúvida um excelente cartão de visitas. Para quem já está no mercado, um bom texto vai torná-lo mais competitivo, diante das novas exigências que sempre surgirão. E para quem já saiu do mercado uma boa redação mantém a cabeça pensante, ativa, e pode levar, quem sabe, a uma nova forma de passar o tempo ou uma nova fonte de renda. Sempre só faz bem.

Tem gente que escreve por prazer, como é o meu caso. Como eu, escreve, para expressar suas ideias e propagá-las para leitores. No meu caso, objetivo ajudar a tornar esse mundinho um pouco melhor… Quero deixar minha marca nele através dos registros das minhas palavras neste blog. Pois a escrita também serve para isso!

Ninguém precisa saber tudo, mas, contudo, não é possível contentar-se em não saber nada sobre a nossa língua escrita. Certamente uma hora a gente vai precisar. Adiante-se. Dedique-se. Estude. Consulte. Leia. Releia. Pergunte. Tire as dúvidas. Invista na sua formação. E escreva. Muito. E bem.

Tenho certeza que vai conseguir. Conte comigo.

sábado, 1 de dezembro de 2018