terça-feira, 28 de julho de 2020

O velho fusca

Eu confesso: não curto fuscas. Apesar de ter sido criada com um deles na garagem, do famoso automóvel não guardo memórias afetivas… Falta de afinidade, talvez.

Entretanto recebi o texto abaixo, de autoria desconhecida, em um grupo de uma rede social, e chamou-me a atenção. A moral dessa história é, sem dúvida, relevante. Ainda que a reflexão tenha partido de um fusca…

Afinal, nada chega às nossas mãos por acaso.

(Imagem: Reprodução)

“Um pai disse ao filho:

- Você se formou com honra, portanto, está aqui um FUSCA, que comprei há muitos anos. Tem mais de cinquenta anos, mas antes de eu transferi-lo a você, quero que o leve ao estacionamento do centro da cidade e diga que quer vendê-lo, para saber qual é o valor que lhe oferecem.

O filho foi ao estacionamento de carros usados. Voltou ao pai e disse:

- Eles me ofereceram dois mil reais, porque parece muito desgastado.

O pai disse:

- Leve-o à loja de penhores. O filho foi à loja de penhores, voltou e disse:

- Ofereceram apenas mil reais, porque o carro é muito antigo.

Finalmente, o pai pediu ao filho para ir a um clube de carros antigos e lá mostrar-lhes o carro. O filho levou o carro ao clube, voltou e disse ao pai:

- Algumas pessoas no clube ofereceram setenta mil reais pelo carro, uma vez que é um carro raro e muito procurado entre os membros do clube! E o pai disse ao filho:

- Eu fiz isso para que você soubesse que no lugar certo, você será valorizado da maneira certa. Se você não é valorizado, não fique com raiva. Isso significa que você está no lugar errado. Quem conhece o seu valor é quem o aprecia. Nunca fique num lugar em que não entendem o seu verdadeiro valor!”


E você? Será que está no lugar certo?

É sempre tempo de pensar a respeito.

Nunca é tarde para recomeçar.

2 comentários:

  1. Denise,
    O Fusca foi meu primeiro carro ainda nos meus tempos de estudante. Relato minha relação (história), do meu “Fusquinha” no DOUG BLOG.
    Gostei muito do texto e do teu blog.
    Um carinhoso beijo e cuide-se!!!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade única dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião do blog.