sábado, 21 de fevereiro de 2015

Dia Nacional do Imigrante Italiano

DSC09795

Sou Denise Pazito, bisneta de Leone Pazito e Gilda Pazito.

Ele, de Pescantina (abaixo). Ela, de Veneza. Ambos, imigrantes italianos.

Pescantina(Foto: Elizabeth Pazito)

Não poderia deixar de homenagear, na lembrança dos meus bisavós paternos, todos aqueles que deixaram a sua Itália e vieram ajudar a construir este país.

Hoje é o Dia Nacional do Imigrante Italiano.

saopaolo_USP(Foto: Acervo USP)

Informe-se:

“Criada a partir do projeto de lei de autoria do o senador Gerson Camata, do Espírito Santo, a Lei 11.687/08 define 21 de fevereiro como o “Dia Nacional do Imigrante Italiano”. A data lembra a chegada da primeira leva, com 380 famílias de imigrantes italianos ao Brasil, ocorrida em 21 de fevereiro de 1874, a bordo do Vapor Sofia. A lei foi sancionada pelo então vice-presidente José Alencar Gomes da Silva, em 2 de junho de 2008. Estima-se que hoje residam no Brasil mais de mais de 25 milhões descendentes de italianos.

Os imigrantes foram trazidos por Pietro Tabachi para povoar as terras a ele concedidas no município de Santa Cruz. Tabachi, que viera para o Brasil depois de ir à bancarrota na Itália, batizou suas terras de Nova Trento, em homenagem à cidade onde nascera.” (Fonte: Oriundi)

 

Tenho muito orgulho de ser, também, Pazito!

Brasileira sim, mas resultado da mistura de diferentes culturas, inclusive da italiana e da portuguesa. Aliás, como boa parte, de todo “produto nacional”.

2 comentários:

  1. E o Espirito Santo foi o estado que mais recebeu imigrantes italianos, inclusive outros membros da nossa família Pasetto, que por aqui virou Pazito ninguém sabe a razão. O Arquivo Público do ES publicou na web a tradução de um documento de 1895 denominado" Relato do Cavalhiero Carlo Nagar Cônsul Real em Vitória" sobre "O Estado do Espírito Santo e a Imigração Italiana". Este relatório deu origem ao decreto do governo italiano proibindo a imigração porque a condição de vida dos imigrantes era humilhante. Mas, como bons carcamanos, ficamos e vencemos. Orgulhosamente ítalo-brasileiros.

    ResponderExcluir
  2. Ola Denise Pazito, tudo bem? estou a procura da bisavó Maria Pazito que se casou com Jose Lopes, por acaso vc tem alguma coisa, será que são parentes? Obrigada

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade única dos seus autores e não expressam, necessariamente, a opinião do blog.